Lehrenkrauscafe Forums Lehrenkrauscafe Forums Lehrenkrauscafe Forums
  #21  
Antigo 02-06-2016, 19:20
Avatar de Diácono Luís
Diácono Luís Diácono Luís está offline
Fundador
 
Data de Entrada: Sep 2008
Mensagens: 23.718
Padrão

Citação:
Tópico Aberto originalmente por zico Ver Mensagem
Mário... nos dias que correm achei algo temerário da tua parte vires para um fórum público discutires sobre o valor de um bem de tua pertença. Se achas que isso não tem qualquer problema, tudo bem, respeito a tua opinião e peço desculpa pela minha omissão. Pessoalmente acho no mínimo incauto expores desta forma o teu património, que neste particular caso, hipoteticamente, pode ser de várias centenas de milhares de Euros.
Ainda por cima quando neste mesmo fórum são passíveis de recolha outras informações sobre a tua pessoa. Foi esta a razão de eu não ter feito qualquer comentário. Não quis alinhar com uma coisa que de certa forma pode ser potencialmente perigosa para ti.
É uma opinião... e se fosse um bem não sujeito a registo, eu teria tembém pensado assim...

De todas as formas tu foste a pessoa com quem falei no tema durante dois anos, já que este carro reúne duas paixões - Porsche e Senna.

Obrigado amigo...
__________________
Não há idades… porque todos somos meninos perante e beleza e a sedução de um Porsche
Responder com Quote
  #22  
Antigo 02-06-2016, 19:48
Avatar de Ace
Ace Ace está offline
Fundador
 
Data de Entrada: Sep 2008
Mensagens: 7.519
Padrão

Não conhecendo pessoalmente o senhor diácono Luís, espero que ele não leve a mal esta minha sugestão. Porém não posso deixar de achar, dentro dos meus modestos conhecimentos, que nem no estado actual nem no "original" este carro atingirá o seu potencial máximo de valorização.
Assim sugiro;

1. Compilar todos os pedaços conhecidos da história do carro (talvez excluindo alguns mais foleiros) e arranjar um autor conhecido que os transforme num texto atractivo do ponto de vista publicitário;

2. Contratar uma dessas empresas de certificação que por aí existem e que a troco de uns trocados certificam a autenticidade do que quer que seja;
3. Partir/desmontar o carro em tantos bocadinhos quantos for possível e arranjar um papelinho da empresa do ponto 2 para cada um deles.

4. Montar cada um dos bocadinhos numa base de acrílico (um artista plástico pode dar uma ajuda na composição) com uma placa explicativa do que é e o que representa, que seja coerente com o papelinho acima.

5. Registar tudo em video, feito por profissionais com qualidade broadcast

6. Atribuir um preço a cada conjunto e contratar um vendedor/leiloeiro ou mesmo, sei lá... o canal História e fazer, de forma faseada, a alienação das peças por compradores esclarecidos e, de preferência, endinheirados.

Se tudo isto for feito da forma mais correcta, em termos de valorização, só o céu é o limite.

Apresenta ainda outras vantagens:

Poderá satisfazer centenas, talvez milhares, de coleccionadores dos mais variados estratos sociais;

Ficará certamente com alguns left-overs pelo que nunca se separará completamente do carro;

Deixará de ter quem lho inveje;

Pode ainda promover-se na televisão, redes sociais, imprensa especializada, etc. com reportagens/entrevistas, etc (donde resultarão também proveitos materiais significativos, para além de o tornar famoso à escala global, o que por sua vez trará mais proveitos. (Sei lá..., ...como parece também apreciar música, poderá até, eventualmente, ser convidado para o júri dos Idolos ou algo equivalente)



PS: Finalmente, daqui a uma geração (ou antes) os herdeiros do Diácono Luís poderão pegar nos left-overs e voltar a por o Porsche do Sena tal como era originalmente e começar tudo de novo.

PPS: Tenho a impressão que esqueci qualquer coisa relevante mas já dá para topar a ideia...
__________________
“The 3.2 litre engine is the best that Porsche ever made” Walter Röhrl
Responder com Quote
  #23  
Antigo 02-06-2016, 20:02
angel_alves angel_alves está offline
Membro Carioca
 
Data de Entrada: Feb 2015
Mensagens: 85
Padrão

Citação:
Tópico Aberto originalmente por Ace Ver Mensagem
Não conhecendo pessoalmente o senhor diácono Luís, espero que ele não leve a mal esta minha sugestão. Porém não posso deixar de achar, dentro dos meus modestos conhecimentos, que nem no estado actual nem no "original" este carro atingirá o seu potencial máximo de valorização.
Assim sugiro;

1. Compilar todos os pedaços conhecidos da história do carro (talvez excluindo alguns mais foleiros) e arranjar um autor conhecido que os transforme num texto atractivo do ponto de vista publicitário;

2. Contratar uma dessas empresas de certificação que por aí existem e que a troco de uns trocados certificam a autenticidade do que quer que seja;
3. Partir/desmontar o carro em tantos bocadinhos quantos for possível e arranjar um papelinho da empresa do ponto 2 para cada um deles.

4. Montar cada um dos bocadinhos numa base de acrílico (um artista plástico pode dar uma ajuda na composição) com uma placa explicativa do que é e o que representa, que seja coerente com o papelinho acima.

5. Registar tudo em video, feito por profissionais com qualidade broadcast

6. Atribuir um preço a cada conjunto e contratar um vendedor/leiloeiro ou mesmo, sei lá... o canal História e fazer, de forma faseada, a alienação das peças por compradores esclarecidos e, de preferência, endinheirados.

Se tudo isto for feito da forma mais correcta, em termos de valorização, só o céu é o limite.

Apresenta ainda outras vantagens:

Poderá satisfazer centenas, talvez milhares, de coleccionadores dos mais variados estratos sociais;

Ficará certamente com alguns left-overs pelo que nunca se separará completamente do carro;

Deixará de ter quem lho inveje;

Pode ainda promover-se na televisão, redes sociais, imprensa especializada, etc. com reportagens/entrevistas, etc (donde resultarão também proveitos materiais significativos, para além de o tornar famoso à escala global, o que por sua vez trará mais proveitos. (Sei lá..., ...como parece também apreciar música, poderá até, eventualmente, ser convidado para o júri dos Idolos ou algo equivalente)



PS: Finalmente, daqui a uma geração (ou antes) os herdeiros do Diácono Luís poderão pegar nos left-overs e voltar a por o Porsche do Sena tal como era originalmente e começar tudo de novo.

PPS: Tenho a impressão que esqueci qualquer coisa relevante mas já dá para topar a ideia...
Como cada um tem a sua opinião, discordo completamente
1) As peças são muito grandes, o que desmotiva alguns possíveis compradores (não são coisas que se possam colocar facilmente numa prateleira/estante)
2) O trabalho que isso dá (documentação, promoção, desmontagem, etc) não compensa o possível ganho em relação à venda integral do carro

Continuo com a minha idea, de que se o desejado é um 3.2 em estado original, mais vale vender este tal como está, com a história por detrás por várias centenas de milhares como o Zico referiu (e é os valores que eu penso que possam ser atingidos); comprar uma boa base por 60k€ ou menos e restaurar ao ponto de ficar como novo.

Isto do ponto de vista puramente financeiro e comercial.
Responder com Quote
  #24  
Antigo 02-06-2016, 21:48
Avatar de pranxas
pranxas pranxas está offline
Membro Cappuccino
 
Data de Entrada: Oct 2008
Local: Braga
Mensagens: 1.109
Padrão

Citação:
Tópico Aberto originalmente por angel_alves Ver Mensagem
Como cada um tem a sua opinião, discordo completamente
Parece-me que o Ace estava na brincadeira
__________________
Responder com Quote
  #25  
Antigo 02-06-2016, 21:53
Avatar de Ace
Ace Ace está offline
Fundador
 
Data de Entrada: Sep 2008
Mensagens: 7.519
Padrão

Citação:
Tópico Aberto originalmente por pranxas Ver Mensagem
Parece-me que o Ace estava na brincadeira
Parece-te ????
__________________
“The 3.2 litre engine is the best that Porsche ever made” Walter Röhrl
Responder com Quote
  #26  
Antigo 02-06-2016, 21:59
Avatar de AlexJ
AlexJ AlexJ está offline
Membro Cappuccino
 
Data de Entrada: May 2011
Local: Ilha da Madeira
Mensagens: 1.609
Padrão

Citação:
Tópico Aberto originalmente por Diácono Luís Ver Mensagem
Já me passou pela ideia algo parecido ao que dizes...

Comprar um 3.2 e trocar as peças. Um ficava turbo look, que é bem bonito, e "Senna Car" era convertido ao estado original...
Essa era à campeão! 😄😄😄😄
Até agora, foi a hipótese que para mim faz mais sentido!
E se calhar existem outros "donnor cars" para além do 3.2...

Qual é a travagem? A original 3.2 ou a original WTL?
__________________
A banalização do conceito "Porschista" é algo que me preocupa...
Responder com Quote
  #27  
Antigo 02-06-2016, 22:09
Avatar de AlexJ
AlexJ AlexJ está offline
Membro Cappuccino
 
Data de Entrada: May 2011
Local: Ilha da Madeira
Mensagens: 1.609
Padrão

Citação:
Tópico Aberto originalmente por Ace Ver Mensagem
Não conhecendo pessoalmente o senhor diácono Luís, espero que ele não leve a mal esta minha sugestão. Porém não posso deixar de achar, dentro dos meus modestos conhecimentos, que nem no estado actual nem no "original" este carro atingirá o seu potencial máximo de valorização.
Assim sugiro;

1. Compilar todos os pedaços conhecidos da história do carro (talvez excluindo alguns mais foleiros) e arranjar um autor conhecido que os transforme num texto atractivo do ponto de vista publicitário;

2. Contratar uma dessas empresas de certificação que por aí existem e que a troco de uns trocados certificam a autenticidade do que quer que seja;
3. Partir/desmontar o carro em tantos bocadinhos quantos for possível e arranjar um papelinho da empresa do ponto 2 para cada um deles.

4. Montar cada um dos bocadinhos numa base de acrílico (um artista plástico pode dar uma ajuda na composição) com uma placa explicativa do que é e o que representa, que seja coerente com o papelinho acima.

5. Registar tudo em video, feito por profissionais com qualidade broadcast

6. Atribuir um preço a cada conjunto e contratar um vendedor/leiloeiro ou mesmo, sei lá... o canal História e fazer, de forma faseada, a alienação das peças por compradores esclarecidos e, de preferência, endinheirados.

Se tudo isto for feito da forma mais correcta, em termos de valorização, só o céu é o limite.

Apresenta ainda outras vantagens:

Poderá satisfazer centenas, talvez milhares, de coleccionadores dos mais variados estratos sociais;

Ficará certamente com alguns left-overs pelo que nunca se separará completamente do carro;

Deixará de ter quem lho inveje;

Pode ainda promover-se na televisão, redes sociais, imprensa especializada, etc. com reportagens/entrevistas, etc (donde resultarão também proveitos materiais significativos, para além de o tornar famoso à escala global, o que por sua vez trará mais proveitos. (Sei lá..., ...como parece também apreciar música, poderá até, eventualmente, ser convidado para o júri dos Idolos ou algo equivalente)



PS: Finalmente, daqui a uma geração (ou antes) os herdeiros do Diácono Luís poderão pegar nos left-overs e voltar a por o Porsche do Sena tal como era originalmente e começar tudo de novo.

PPS: Tenho a impressão que esqueci qualquer coisa relevante mas já dá para topar a ideia...
Boa Ace!
Mas eu ainda fazia um up-grade à sugestão do Ace!
Agarrava no post do Ace (pelo menos poupava dinheiro no script), e publicitáva-o em todo o lado, com uma entrevista ao Mario, a descrever pormenorizadamente o que ia fazer (sempre com base no argumento do Ace).

Depois era só esperar...
De certeza que iam aparecer ofertas muito boas, só para não deixar que o carro do Senna fosse partido aos bocados!
Mesmo não estando original, a possibilidade de ele ser partido aos bocados, fá-lo-ia valer muito mais do que ele valeria se fosse transformado em original!
__________________
A banalização do conceito "Porschista" é algo que me preocupa...
Responder com Quote
  #28  
Antigo 03-06-2016, 0:27
Avatar de zico
zico zico está offline
Fundador
 
Data de Entrada: Sep 2008
Mensagens: 10.553
Padrão

Qualquer caminho é defensável mas para mim (neste momento) o carro é muito mais interessante como está, uma vez que:

1. - Esta versão "brasileira" já faz parte do folklore da vida do automóvel e aparece devidamente documentada nas revistas da especialidade, incluindo a Christophorus.

2. - O modelo turbo look é mil vezes mais entusiasmante do que a versão original, muito mais "aborrecida". Basta vê-lo ao vivo para imediatamente se perceber isso.

3. - Tal como está, o carro serve muito bem a função de ser identificado com a figura do Senna, coisa que não acontece de todo se estiver na versão cinza.

Quanto ao valor, não tenho dúvidas que é muito superior aos 100k. Se um 993 RS vale 300k...ou um "mero" 964 Turbo vale esses 100 ou para cima...francamente...este carro é único. Agora, claro, tal como já se disse, tem que ser vendido lá fora.
__________________
ॐ नमःशिवाय
Responder com Quote
  #29  
Antigo 03-06-2016, 0:36
Avatar de Rambo
Rambo Rambo está offline
Membro RS
 
Data de Entrada: Apr 2009
Local: O.Azemeis
Mensagens: 5.990
Padrão

Eu gosto do carro tal como está.
Repôr o carro ao estado original a meu vêr é asneira até porque ele (como é sabido) nunca foi do Senna e nem sequer combina com ele.. (O Senna não tem cara de Porsche); Já o Honda NSX é a sua cara metade (entre outros, um NSX de 1991 dava uma abada a um 964 Carrera do mesmo ano..).. O Senna não gostava de perder.. nem a fajões.. que é uma localidade aqui perto de mim.

Última edição por Rambo : 03-06-2016 às 0:45
Responder com Quote
  #30  
Antigo 03-06-2016, 10:17
Avatar de Cassadoure
Cassadoure Cassadoure está offline
Membro Cappuccino
 
Data de Entrada: Sep 2010
Local: Torres Vedras
Mensagens: 1.703
Padrão

Citação:
Tópico Aberto originalmente por Rambo Ver Mensagem
Eu gosto do carro tal como está.
Repôr o carro ao estado original a meu vêr é asneira até porque ele (como é sabido) nunca foi do Senna e nem sequer combina com ele.. (O Senna não tem cara de Porsche); Já o Honda NSX é a sua cara metade (entre outros, um NSX de 1991 dava uma abada a um 964 Carrera do mesmo ano..).. O Senna não gostava de perder.. nem a fajões.. que é uma localidade aqui perto de mim.
Finalmente!!!!
Alguém que pensa como eu...
Esse carro nunca foi do ASS; ele apenas o conduzia quando aqui vinha porque o "Braguinha" lho emprestava... Esse é que era o DONO da viatura!
Qualquer tentativa de alteração da historia (na minha opinião) sera uma negação da mesma e ira desvirtuar o conceito!
O carro vale o que vale porque o cu do ASS esteve sentado naquele assento por variadas vezes e porque ha historias ligadas a essas UTILIZACÕES.

O resto; desculpem-me os interessados, é FOLCLORE!
__________________
Responder com Quote
Responder

Opções do Tópico
Modos de Exibição

Permissões
Você não pode abrir novos tópicos
Você não pode inserir respostas
VocÊ não pode anexar ficheiros
Você não pode edita suas mensagens

BB code é Ligado
Smilies estão Ligado
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado

Ir para...


Horários baseados na GMT. Agora são 17:57.

Direitos Reservados 2009 – www.lehrenkrauscafe.com - O site "LEHERNKRAUSCAFE" e o seu conteúdo, é um site não comercial, de entusiastas, e NÃO é Patrocinado, associado, aprovado, endossado ou de nenhuma forma afiliado com ou pela Dr.Ing. h.c. F.Porsche AG ("PAG"), ou qualquer uma das suas Subsidiárias ou representantes. PORSCHE - PORSCHE CREST - PORSCHE DESIGN - CARRERA - TARGA - TIPTRONIC - PORSCHE SPEEDSTER - VARIORAM - CVTIP - VARIOCAM - BOXSTER - CAYENNE - CAYMAN - TEQUIPMENT - VARRERA - PCM - RS - 4S - PAN AMERICANA - TECHNORAD - PORSCHE BIKE S - PORSCHE BIKE FS - P AND DESIGN - 911 - 356 - 959. THERE IS NO SUBSTITUTE e outros nomes de produtos Porsche, números de modelo, logótipos, símbolos comerciais, nomes de marca, e lemas, são marcas registadas e as formas distintas do automóveis Porsche são propriedade da PAG e estão protegidas pelas leis internacionais de marcas. Todas as fotografias e outros conteúdos neste Site foram obtidas através de canais aprovados ou do domínio público e não tencionam infringir nenhum direito reservado. Caso Você acredite que por qualquer razão este Site possa estar acidentalmente em violação dos seus direitos reservados, contacte-nos e removeremos os respectivos conteúdos de forma imediata.