Ver Resposta Única
  #7  
Antigo 16-03-2013, 22:11
Avatar de AlexJ
AlexJ AlexJ está offline
Membro Cappuccino
 
Data de Entrada: May 2011
Local: Ilha da Madeira
Mensagens: 1.608
Padrão

Vamos à primeira análise:

- a carroceria do 914 é simples na sua aparência mas traduz uma ideia, quase imediatamente, de fragilidade. Facilmente se conclui que o eixo dianteiro está preso ao compartimento do motor e eixo traseiro por duas embaladeiras! ainda por cima estas embaladeiras são um dos principais focos dos "bichinhos da ferruge".

- a drenagem das águas não é um dos pontos fortes desta carroceria. Provavelmente neste carro, os pontos de drenagem originais, foram sendo tapados no decurso das reparações que foram sendo feitas ao carro, colaborando com o processo de corrosão pela acomulação de águas e outros fluidos.

- por fim, não havia outro sítio para pôr a bateria? Logo alí, onde todos os ácidos que transpiram da bateria, escorrem em direcção à longarina, o principal elemento estrutural da traseira!
__________________
A banalização do conceito "Porschista" é algo que me preocupa...
Responder com Quote